Categorias
Notícias

#10 Desafio 2018 – Expressão Emocional

Estamos em Outubro, altura de lançar o 10º desafio do ano!

No mês passado, tivemos um desafio sobre o Descanso, que embora não seja uma competência emocional, traz um enorme impacto na forma como gerimos as nossas emoções e desenvolvemos a nossa Inteligência Emocional.

Este mês, vamos treinar uma competência emocional necessária para uma melhor comunicação, que é a Expressão Emocional.

Vamos recordar os desafios mensais dos últimos 9 meses:

A Expressão Emocional refere-se a como uma pessoa expressa a sua experiência emocional através de comportamentos verbais e não verbais. A expressão emocional é distinta da experiência emocional, pois é possível experienciar emoções sem as comunicar.

Saber expressar emoções é uma componente importante da regulação emocional, trazendo impacto na nossa saúde. Além da nossa saúde, as emoções transportam mensagens e a forma como entregamos essa mensagem, vai ter um efeito enorme na forma como construímos as nossas relações.

Este mês vamos treinar uma forma de expressar emoções, indicando um dos erros mais comuns que os indivíduos fazem quando querem partilhar aquilo que estão a sentir. E que erro é esse?

Um dos maiores erros é dizermos “Tu fazes-me sentir…” em vez de “Eu sinto-me…”. 

À primeira vista, podemos pensar que a frase “Tu fazes-me sentir…” está correcta. Vamos indicar três motivos que explicam porque é que é melhor dizer “Eu sinto-me…” e o impacto negativo que “Tu fazes-me sentir…” faz à relação.

#1 Motivo – “Tu fazes-me sentir…” transmite uma acusação. 

Lê as duas frases:

  • “Sinto-me triste”, “Sinto-me irritado”
  • “Tu fazes-me sentir triste”, “Tu fazes-me sentir irritado”

Imagina que te dizem a frase de cima ou a frase de baixo. Lê mais do que uma vez. Notas a diferença? Nas frases de baixo, sentimos um tom acusatório e isso leva a que nos defendamos e ataquemos de volta.

#2 Motivo – “Tu fazes-me sentir…” é uma forma de desresponsabilização.

Além de transmitirmos um tom acusatório à outra pessoa, fazendo-a sentir irritada, culpada ou envergonhada, ainda nos tira o poder de resolver a situação. Isto, porque é a outra pessoa que nos faz sentir dessa forma e nós não temos qualquer poder sobre a situação. Esta frase transmite-nos a ideia, que a forma como nos sentimos, depende a 100% da outra pessoa,

#3 Motivo – “Tu fazes-me sentir…” mostra que não entendemos realmente porque é que nos sentimos assim.

Se contarmos uma anedota a alguém, essa pessoa pode ficar séria, pode esboçar um pequeno sorriso, pode dar grandes gargalhadas ou até pode ficar chateada. Da mesma forma, o que alguém nos diz ou faz, gera-nos uma enorme variabilidade de reacções. O que isso nos mostra, é que a forma como reagimos, é uma combinação entre o que a outra pessoa diz e como nós interpretamos o que a outra pessoa diz.

Então, a forma correcta será mesmo “Eu sinto-me…”, porque é a nossa reação, à interpretação que fizemos da mensagem. Desta forma, também conseguimos refletir mais sobre o motivo de estarmos assim.

O desafio deste mês vai incidir sobre uma pequena alteração da comunicação, que traz um grande impacto nas relações pessoais e profissionais. Cada vez que te sentires de determinada forma, começa a frase por “Eu sinto-me…” em vez de “Tu fazes-me sentir…”. Depois de expressares a emoção, podes continuar a desenvolver o motivo que sentes que está por detrás, evitando o tom acusatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a newsletter

Para receber todas as novidades em primeira mão…