Categorias
Artigos

Sentes que não és valorizado no teu local de trabalho, mas gostas do que fazes?

Se não te sentes valorizado no teu local de trabalho, antes de pensares em mudar de emprego, tenta estas 5 abordagens. Não tens a nada a perder, certo?

Em primeiro lugar, não há nada pior do que uma pessoa sentir que a sua presença é indiferente no local de trabalho. Todos os seres humanos necessitam de sentir apreço pelos seus esforços e quando não sentem, instala-se um sentimento de não pertença. Por isso, não ignores o que sentes, analisa!

  1. Sê Realista

Antes de colocares em prática qualquer ação, usa a tua autoconsciência emocional para analisares se estás a ser realista quanto à quantidade de apreciação que esperas do/a teu/tua chefe, colegas, pares ou mesmo clientes. Isto porque, cada vez mais as pessoas andam ocupadas e acabam por dar menos feedback do que seria (deveria ser) suposto.

Faz uma prova dos nove e questiona-te sobre os seguintes pontos:

  • O meu trabalho foi extraordinário?
  • O meu trabalho foi consideravelmente superior aos que os meus pares tipicamente fazem?
  • Se eu tivesse que pedir crédito pelo resultado deste trabalho, faria “figura triste”?

Caso não consigas responder a estas perguntas, recomendamos que procures a opinião de alguém do teu local de trabalho, da tua confiança e de preferência mais sénior que tu.

  1. Fala com o/a Chefe

Se geres uma equipa de trabalho, faz parte da tua função identificar e mencionar o que o teu grupo de trabalho faz e como ele é importante. Isto porque, na confusão do dia-a-dia, por vezes os nossos superiores hierárquicos, colegas ou clientes não fazem a mínima ideia do esforço e dedicação que são necessários para elaborar e coordenar certas tarefas e/ou materiais de trabalho. Por isso, necessitam de ser (re)lembradas, mas de forma casual.

Qualquer apresentação ou relatório feito ou objetivos atingidos deve-se sempre mencionar o nome das pessoas (ou a equipa) responsáveis pela concretização dos mesmos. O objetivo é que o resultado do esforço coletivo ou individual não passe despercebido e que não seja escondido. E não tenhas medo de dar crédito à tua liderança. Às vezes, queremos ser tão inclusivos e somos tão receosos de falarmos sobre aquilo que em somos bons, que acabamos por deixar passar oportunidades. A assertividade é uma ferramenta poderosa.

Por exemplo, “Eu consegui que as metas X e Y fossem cumpridas e não as conseguiria ter feito sem o suporte das pessoas/da equipa A e B pelo qual estou grato/a.”

  1. Reconhece a contribuição dos outros

Uma estratégia para que reconheçam o teu trabalho é reconheceres o trabalho dos outros. É um paradoxo, mas funciona. Ao ser uma pessoa que aprecia e nota que o trabalho dos outros está bem feito, expressando-o, tornas-te num agente de mudança na cultura organizacional da tua empresa. Isto porque, as pessoas que se sentem apreciadas por ti, passem igualmente a apreciar o teu trabalho e a expressarem-no de igual forma. E isso cria igualmente uma sensação de união e otimismo que melhorará as relações interpessoais.

  1. Valoriza-te

Atenção! Ser valorizado pelos outros é fantástico, mas não podemos esperar que toda a nossa motivação venha de honras, elogios e gratidão pública. Aspetos motivadores intrínsecos são muito mais poderosos! Se tiveres possibilidade, mete uns dias de férias e reflete sobre a importância do trabalho para ti e procura quais os aspetos da tua vida que são realmente importantes para ti e qual o significado de cada um desses aspetos.

É cliché, mas é verdade. O verdadeiro reconhecimento vem de dentro. Se não valorizas o que fazes, não há elogio no mundo que preencha esse vazio. A autoestima nunca pode ser esquecida!

Ao fim de cada semana de trabalho reflete sobre o que correu bem e o que não correu tão bem e não caias no abismo de focares apenas na parte que não correu tão bem. Cataloga as vitórias!

  1. Considera seguir em frente

Se tentaste tudo isto (tentar mesmo!) e continuas a não te sentir apreciado no teu local de trabalho, isso pode ser um sinal que, mesmo que sejas a pessoa certa para aquela empresa, aquela empresa não é a melhor para ti.  A maioria de nós mantém-se num emprego que não é perfeito por múltiplas razões e muitas são válidas. Mas se realmente queres uma nova experiência e sentes que é a única alternativa, então procura uma nova oportunidade. Mas fá-lo com calma e com critério!

 

O mais importante de tudo, caso não sejas tu quem se sente invisível no local de trabalho, mas sabes que tens pessoas que trabalham contigo ou para ti que se sentem assim, não te podes esquecer que há pessoas que necessitam de ser mais validadas que outras. E a motivação começa tendo a atitude correta!

E se queremos que as pessoas deem sempre “a milha extra” e que “vistam a camisola”, porque não criar pequenos comportamentos, tais como o feedback construtivo, que façam as pessoas sentirem-se valorizadas e acompanhadas junto das suas hierarquias, pares e clientes?

Faz esta pergunta final “Quem na minha equipa ou do meu ambiente de trabalho necessita agora mais validação e valorização?”

 

 

Inspiração: https://enterprisersproject.com/sites/default/files/feel_valued_at_work.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a newsletter

Para receber todas as novidades em primeira mão…